quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Romanos 1:16

Romanos 1:16 Não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê: primeiro do judeu, depois do grego.

Que coisa mais linda é anunciar as boas novas de vitória, vinda por meio de Jesus Cristo em nossas vidas, mas por vezes somos assaltados pela vergonha de representá-lo, nas universidades, nas redes sócias, nos ambientes mais diversos onde nos encontramos, aqui descobrimos que Paulo mesmo em meio as lutas, mais variadas possíveis, inclusive perseguição religiosa, não se envergonha do evangelho. Você tem alegria em compartilhar e viver o evangelho? Ou tem se envergonhado? Que a alegria de poder anunciar a mensagem de vitória sobre a morte inunde nosso ser todos os dias e em todos os lugares.

Romanos 1:7

Romanos 1:7 A todos os que em Roma são amados de Deus e chamados para serem santos: A vocês, graça e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo.
Todos que estão em Roma. A Roma do primeiro século já contava com quase um milhão de pessoas, era organizada, mas também sofria com suas lutas sociais, seu saneamento básico e sua fé, pois milhares de pessoas diferentes, levavam consigo, milhares de crenças diferentes, o que Paulo afirma e nos desafia aqui é a ouvir o chamado do Senhor para sermos santos, separados para sua causa, separados para anunciar seu amor inigualável.

Aparentemente Paulo faz uma jogada de palavras com o mesmo significado para lembrarmos que nossa busca por santidade precisa nos motivar a continuar buscando e crescendo em Deus.

Romanos 1:1

Romanos 1:1 

Paulo, servo de Cristo Jesus, chamado para ser apóstolo, separado para o evangelho de Deus,

Paulo é o maior teólogo neo-testamentário e sua maior obra é o livro de Romanos, que recebe destaque no canon do novo testamento, vindo logo após o livro de atos dos apóstolos que em meio ao primeiro século era visto como uma única parte entre ele e o evangelho de Lucas, o que significa que Lucas e Atos eram um único livro.
No primeiro verso Paulo mostra sua genialidade, usando seu nome de gentil, sim como os japoneses brasileiros que tem dois nomes um em português, para nos ajudar na pronuncia e significado e um em japonês para ajudá-los a serem melhor aceitos em suas incursões ao Japão, Paulo também tinha um nome que lembrava o primeiro rei de Israel e o morador mais ilustre da tribo de Benjamim, Saul o rei e outro nome, que revelava sua dupla nacionalidade Paulo, esse nome o aproximava dos gentios e o identificava com eles.
Em seguida Paulo uso o termo “servo” que da palavra original do grego poderia ser traduzido também como “escravo”, mas justo escravo, porque ele usa esse termo, bem os romanos queriam tudo, menos ser escravos, por isso sua luta contra as outras nações, seu domínio e desejo de poder, para não serem escravos, pois o escravo neste contexto e em outros não tinha vontade própria, não tinha livre acesso aos lugares sem a permissão do seu senhor. Podemos ver que é exatamente o que Paulo está querendo dizer, pois ele completa a ideai afirmando servo de Jesus Cristo. Ele está nos ensinando que quando somos servos de Cristo somo submissos a sua vontade, não a nossa própria, vamos onde ele deseja, pois somente ele pode nos autorizar a ir e a vir.
Em suma aprendemos com esse verso
     I.        Doulos - Todos somos escravos e como escravos não temos vontade, mas buscamos agradar nosso Senhor. Fomos remidos por Cristo e aos sermos remidos um alto preço foi pago por cada um de nós, como uma divida pelo pecado que foi paga. Sua vontade está submissa a Cristo ou ele não é seu Senhor? Identificamos nosso Senhor pela paixão do nosso coração.
    II.        Apóstolo – Paulo foi chamado para ser apóstolo, ele recebeu essa convocação feita pelo próprio Cristo. Curiosamente a palavra apóstolo primeiramente foi usada para designar um barco que era enviado de um rei para outro com uma encomenda especial e preciosa, ele não podia se desviar de sua rota, não podia carregar passageiros, além daqueles que antes foram escolhidos como guardas da embarcação, neste sentido descobrimos que  todos somos representantes de Cristo e não podemos ficar calados ou escondidos, não podemos perder nosso foco e devemos reconhecer que temos em nosso ser a carga mais preciosa do mundo a mensagem do evangelho de Cristo.

  III.        Fariseu – A palavra fariseu vem do hebraico “Perushin” que significa separado, Paulo não somente argumenta sobre seu ministério, como lembra quem ele era, um verdadeiro fariseu. Os fariseus guardavam a lei e buscavam uma vida santa, jejuando e orando durante toda a segunda-feira e nas quintas-feiras também, além de guardarem o sábado de forma diferente dos demais judeus, eles também tomavam cuidado em entregar dizimo de todas as coisas. Neste sentido descobrimos que nós fomos separados para anunciar a mensagem do Reino de Deus, mas também para buscar um coração santo e piedoso.

terça-feira, 10 de junho de 2014

Jesus influenciava.



João o mais admirável dos escritores bíblicos, inicia sua narrativa de caráter único com um termo um quanto tanto curioso, quando aplicado a Jesus: No principio era o logos...[1] Se alguém quer ter uma boa dor de cabeça, tente definir este termo, em meio às milhares de interpretações sobre tal afirmação acerca de Jesus dada por João.
Fico pensando no ar que respiro, no céu e sua beleza contagiante, com astros sem igual, na diversidade sempre nova da natureza, nas histórias que sempre ouvi do meu avô de seus desbravamentos nos rios amazônicos, lugar impar que esconde muitas belezas. Para mim, é como João tenta resumir todas essas belezas criadas por Jesus, a grande força motora e criadora do mundo. Aquele que dá a vida. Segundo o filósofo Aristóteles definindo o logos, mas aplicado a Jesus por João.
Na minha infância sempre tive amiguinhos que passaram a ser referências em minha vida artística, intelectual e religiosa. Lembro como se fosse hoje como desejei aprender a interpretar o mundo através dos traços rebuscados do carvão de um lápis de desenho, na escola meu colega ao lado sempre desenhava todos os professores, isso para mim era algo impossível, eu era incapaz de fazer um circulo parecer um circulo, mas esta incapacidade foi minha mola propulsora, o motor para que eu inicia-se minha vida com o desenho.
João descobriu o amor realmente verdadeiro em Jesus, que desenhava nas vidas das outras pessoas a esperança quando ninguém acreditava nelas[2]. O amor quando o mundo as discriminava e tratava com desprezo. Jesus foi o maior referencial para João as pegadas de Jesus foram observadas por ele e seu apelo em cada capitula de seu livro é creiam em Jesus e sigam seus passos.
Ser igual a Jesus implica sermos a luz para este mundo em trevas, dar vida aos sem esperança e proclamá-lo em meio as dificuldades da vida. Quem anda de bicicleta não pode parar de pedalar, senão ela para e ele terá problemas para chegar ao seu destino.
O logos é aquele que pedala ou que move a bicicleta ou a vida de todos nós.
De forma bem prática precisamos aprender a ajudar a realizar sonhos, olhar para pessoas invisíveis, abraçar os abandonados, dar presentes, elogiar, dar a vida se necessário. Isso é o início de uma grande jornada seguindo os passos de Jesus.

Perguntas para reflexão: você está mais preocupado com a opinião das pessoas ou a de Deus? Seu testemunho tem revelado Jesus ou suas próprias capacidades? Quem sua família diz que é você? No seu trabalho as pessoas te procuram para orar por elas? Você tem exalado o doce e agradável perfume de Cristo?



[1] João 1:1-5
[2] João 2,3,3,6,8,9,11

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Deus é amor



Todas as vossas coisas sejam feitas com amor. I Co. 16:14

O amor é o sentimento que nos aproxima de Deus[1]. Pera lá sentimento ou decisão, hoje ouço muitas pessoas falando que o amor é uma decisão, tenho por certo que o é, principalmente quando se trata de casamento, mas será que está verdade se aplica a teologia cotidiana?

Deus nos amou tanto que decidiu tornar-se um ser humano[2], um rascunho de sua própria obra. Ele decidiu nos amar, mesmo quando cada ser humana revela toda sua pobreza, por causa do pecado entranhado em nós[3].

Me pergunto como tenho realizado as coisas de Deus? Como tenho vivido os meus dias? De que forma tenho buscado aquecer meu coração?
Todas as coisas estão sendo feitas com amor?



[1] E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele. 1 João 4:16
[2] Filipenses 2:5-11
[3] Como está escrito:Não há um justo, nem um sequer. Romanos 3:10

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Socorro bem presente


Salmo 46:1 DEUS é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.

            Todas as pessoas que eu conheço tem problemas e muitas dificuldades, principalmente por conhecer pessoas com deficiência e eu mesmo ser deficiente, mas como é bom ver que algumas delas sabem para quem pedir socorro, sabem para quem apelar na hora da angustia e solidão.

            Problema é uma coisa muito particular[1], sempre ouvi isso do meu pastor, e realmente é uma grande verdade, cada pessoa tem seu problema e seus problemas parecem ser os piores deste mundo. Mas o legal é que Deus também vê com particularidade cada pessoa, independente do qual de escolaridade, do titulo ou cargo na sociedade, todos nós somos vistos por Deus como únicos, assim como vemos nossos problemas.

            Se você lê este texto pode ter certeza que Ele, Deus está interessado em você e conhece sua dor e entende perfeitamente seu problemas, mas que ser para você também, seu socorro, seu refúgio, sua fortaleza seu Deus.



[1] Paschoal Piragine Jr. Pastor Senior da Primeira Igreja Batista de Curitiba

Romanos 1:16

Romanos 1:16 Não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê: primeiro do judeu, depois do ...